Novo Estudo da Columbia University Revela o Papel Vital da Diversidade na Publicidade em 2021

Postado por

Muito aconteceu nos ultimos meses. A pandemia, claro, vem à mente, mas igualmente significativo foram os inúmeros movimentos sociais, que abalaram a sociedade em todo o mundo.

Tivemos a oportunidade de aprender muito desde 2020 – sobre nós mesmos, nossos vizinhos e nosso mundo. Como indivíduos, familiares, membros da comunidade e como profissionais, foi uma oportunidade para crescer e melhorar, e continuamos a fazer o trabalho em 2021.

Diversidade, Igualdade e Inclusão

As causas da diversidade, igualdade e inclusão (DEI – diversity, equality and inclusion) são mais visíveis do que nunca. Movimentos como o Black Lives Matter, por exemplo, têm sido capazes de casar dor e tragédia com conscientização e as primeiras medidas em direção a uma mudança em grande escala, mesmo entre o mundo corporativo tradicionalmente convencional.

Aqui na Taboola, estamos determinados em pegar nossos aprendizados desde 2020 e utilizá-los para criar um amanhã melhor.

Uma pesquisa publicada recentemente pela Columbia University em parceria com a Taboola com relação a diversidade na publicidade é um ótimo exemplo de como esse compromisso impacta nosso negócio.

Um Estudo Universitário sobre DEI em Publicidade

No verão de 2020, o professor Oded Netzer, da Columbia University, na Cidade de Nova York, e Jochen Hartmann, da Universidade de Hamburgo, conduziram um estudo de laboratório que investigou o impacto da diversidade racial na eficácia de anúncios display.

A Taboola forneceu uma variedade de dados de 2019 para proporcionar uma base a partir da qual se pudesse predizer como as atitudes podem ter mudado com os eventos cruciais desde 2020.

Metodologia

Os pesquisadores criaram 24 amostras diferentes de anúncios utilizando várias combinações de produtos (vinho e perfume) e dois modelos de várias raças (negros, brancos e asiáticos), com um homem e uma mulher em cada anúncio.

Os anúncios foram então apresentados a cem entrevistados nos Estados Unidos com as seguintes características:

34% de brancos, 33% de asiáticos, 33% de negros

48% de mulheres, 51% de homens e 1% não binário

35% com 24 anos ou menos, 37% 25-34, 18% 35-44, 10% com 45 anos ou mais

Eles pediram aos entrevistados para classificar cada anúncio em termos da sua probabilidade em clicar, probabilidade de comprar e apelo geral do anúncio.

Fatores característicos também foram considerados, como a percepção da atratividade, confiabilidade e competência do modelo.

Resultados Iniciais

Os resultados demonstraram que os anúncios com mais diversidade superaram os anúncios que apresentavam apenas modelos brancos, sendo que aqueles que apresentavam dois modelos negros receberam os mais altos níveis de engajamento.

Talvez mais interessante, esses resultados foram impressionantes entre os entrevistados brancos. Os pesquisadores teorizaram que o amplo impacto dos movimentos de DEI, como o BLM, podem ser responsáveis por esses resultados durante o período de estudo.

Tendo a concordar com essa conclusão. Afinal, vimos inúmeras marcas intensificar seu apoio a DEI ultimamente, oferecendo várias evidências em apoio aos resultados do estudo.

Objetivos para Pesquisas em Andamento

Estou entusiasmada em ver quais outros dados podemos reunir à medida que esse estudo continua. Por exemplo, gostaríamos de revolver nossos registros para extrair dados semelhantes de antes do movimento BLM ter chegado ao conhecimento internacional e comparar isso com os dados desde 2020 e além.

Embora já tenhamos visto uma mudança, o BLM estava bem estabelecido em 2019, mesmo se seu impacto ainda não fosse tão amplamente sentido.

Também trabalharemos com o Professor Oded Netzer e Jochen Hartmann para observar mais resultados derivados, como compras e geração de lead.

E gostaríamos de ver mais granularidade na segmentação de dados, de forma que possamos ver como local, canal e outros fatores importantes impactam os resultados.

A forma mais eficaz de auxiliarmos esta pesquisa em andamento é criando campanhas na Taboola utilizando marcas que variam seus anúncios para fins de teste.

Trabalhando com parceiros dentro da comunidade Taboola, estamos ansiosos para implementar esses estudos durante um período de tempo mais longo e compartilhar os resultados com você ao longo do caminho.

Em Conclusão

Embora mais dados sejam sempre bem-vindos, você pode utilizar esses resultados preliminares agora para começar a experimentar com seus próprios anúncios nativos.

Por que não desenvolver criativos utilizando vários modelos e montar uma campanha de teste A/B na Taboola? Não há mal algum em testar e otimizar seus anúncios.

Mais importante, se você não tirar mais nada desse estudo, aceite o fato de que a diversidade é um elemento vital nas estratégias de marketing e publicidade bem sucedidas.

Com os acontecimentos tão marcantes desde 2020 e que continuam em 2021, aprender as lições necessárias que nos estão sendo ensinadas é a maior oportunidade que temos.

Lembre-se, não é apenas bom negócio. É a coisa certa a se fazer.

Crie sua primeira campanha com a Taboola!